A Direção Nomeia a Candidata em Último Lugar para Posição Vaga

Em 14 de agosto de 2015, a Diretoria votou para diminuir sua composição de 9 para 7 diretorxs. Antes dessa votação, a Diretoria informou o time de Eleições que apenas 2 vagas seriam liberadas para votação neste ano. Isto está de acordo com o Artigo V, #3 do estatuto da organização, o qual determina que todo ano ao menos 2 diretorxs devem ser eleitxs e que se a Diretoria tiver 7 ou mais membros, ao menos um terço delxs devem ser eleitxs anualmente.

Em 16 de setembro, a líder do time de Eleições indicou que, já que é possível eleger mais do que o número mínimo requerido de diretorxs em um ano, tínhamos esse ano, graças ao volume supreendente de pessoas que haviam se candidatado, a oportunidade de revitalizar uma Diretoria que vinha cada vez mais encolhendo nos últimos tempos (inicialmente, havia 8 candidatxs na disputa). A Diretoria rejeitou essa proposta e Andrea Horbinski deu a seguinte resposta: “a Diretoria votou para estabelecer uma Diretoria com sete membros. Como elegemos três pessoas no ano passado, podemos eleger duas pessoas este ano e mais duas no próximo e facilmente manter um cronograma regular — o mesmo que tínhamos antes do aumento da Diretoria para nove pessoas.”

Depois, a Diretoria removeu Nikisha Sanders da lista de candidatxs. Mais uma vez, a líder do Eleições teve seus protestos ignorados pela Diretoria. Subsequentemente, Dan Lamson retirou sua candidatura.

Seis candidatxs disputaram a eleição final. Os votos dos membros levaram ao seguinte ranking:

  1. Matty Bowers
  2. Atiya Hakeem
  3. Alex Tischer
  4. Katarina Harju
  5. Aline Carrão
  6. Andrea Horbinski

A candidata em 5º lugar, Aline, recebeu 2,89 vezes o número de votos que a candidata em 6º lugar, Andrea.

Hoje a Diretoria realizou uma reunião da Diretoria aberta no canal acessível ao público Discussão Pública. Apesar de não ter avisado a voluntárixs, membros ou ao comitê de Eleições de que hoje aconteceria esta votação, a Diretoria votou a favor do retorno de Andrea Horbinski para a Diretoria para encerrar o mandato que vai até 31 de dezembro de 2016, para ocupar o assento vago por Anna Genoese no fim de 2014. Andrea Horbinski, Margaret J. MacRae, Cat Meier, e Jessica Steiner votaram a favor, Eylul Dogruel absteu-se, e Soledad Griffin não estava presente. Você pode ler uma transcrição desta votação e a reação resultante nesse link.

Em 2010 uma situação semelhante ocorreu, quando um membro da Diretoria renunciou logo depois da eleição daquele ano. Na época, a candidata seguinte foi chamada para preencher o assento. Precedente, bom senso, e a ética impõem que as escolhas dos membros em uma eleição sejam respeitadas. O Comitê de Eleições apóia a indicação de Alex Tischer para ocupar o assento de Anna na Diretoria. Caso Alex não deseje assumir a posição, nós apoiamos a indicação de Katarina Harju ou Aline Carrão, nessa ordem.

Atualização (23 de novembro de 2015): A Diretoria de 2015 renunciou, sendo a renúncia efetiva a partir de 15 de dezembro. Elas serão substituídas por Atiya Hakeem e Matty Bowers, que assumirão seus cargos na diretoria em 1º de dezembro.

Atualização nº 2 (23 de novembro de 2015): Devido a esta sequência inusitada de eventos, a equipe de Eleições publicou informações sobre o ranking de candidatxs deste ano com permissão de 5 de 6 candidatxs que concorreram. Contudo, como nosso objetivo é promover um ambiente de igualdade e harmonia entre os membros da Diretoria, não temos a intenção de revelar esta informação em eleições futuras, a menos que uma situação como a que aconteceu esse fim-de-semana aconteça novamente.

Esta notícia foi traduzida pela equipe voluntária de tradução da OTW. Para saber mais sobre o nosso trabalho, visite a página da Tradução no site transformativeworks.org.